17 janeiro, 2019

Responsabilidade Social Empresarial: abertas inscrições para mentorias


O Município de Braga apresenta hoje, dia 18 de janeiro, o Programa de Inclusão da Responsabilidade Social Empresarial inserido no âmbito do projeto GEMCAT - Criação de Emprego de Qualidade Transfronteiriço. Este projeto tem como objetivo estimular a criação e manutenção de emprego de qualidade e assim, construir um quadro de cooperação institucional de onde advenham resultados concretos e melhorias tangíveis no mercado de trabalho transfronteiriço entre Portugal e Espanha

As empresas podem candidatar-se ao programa, usufruindo gratuitamente de mentoria de apoio à integração da RSE - Responsabilidade Social Empresarial na sua estratégia de gestão.

A EDIT VALUE® Capital Humano é a entidade que irá dinamizar a mentoria junto das empresas selecionadas. Após a fase de seleção, será feito um diagnóstico individual e preliminar que dará origem à construção e monitorização de um plano de ações com medidas concretas a impulsionar no âmbito da RSE. No decurso do programa de mentoria as empresas terão ainda a oportunidade de participar numa sessão de partilha de boas práticas com outras empresas.

Para apresentar candidatura as empresas deverão ter estatuto de PME (ter entre 10 a 250 trabalhadores) e estar sediadas no concelho de Braga. As candidaturas devem ser apresentadas online até dia 31 de janeiro.

Este projeto conta com a participação de parceiros da Euroregião Galiza - Norte de Portugal. Para além da Câmara Municipal de Braga participam na dinamização das atividades do GEMCAT a Comissão Intermunicipal do Alto Minho, a Universidade do Porto, a Consejeria da Educação e Emprego da Junta de Extremadura, a Consejería de Emprego da Junta de Castela e Leão e a Secretaria Geral de Emprego da Junta da Galiza, que atua como líder do projeto.

Mais informações disponíveis em www.gemcat.eu

IRS 2019: prazo para validar faturas termina no dia 25 de fevereiro


A AT – Autoridade Tributária definiu o prazo limite para validação de todas as faturas registadas no portal e-fatura. Para beneficiarem das deduções no IRS - Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares, os contribuintes deverão validar todas as faturas que estejam registadas na sua página do portal e-fatura até ao dia 25 de fevereiro. Será também esta a data limite para comunicar à AT os membros que compõe o agregado familiar. Após esta data e até ao dia 15 de março, será disponibilizada, no portal e-fatura, informação sobre o valor das deduções, referentes a cada setor, com base nas faturas emitidas em 2018 e comunicadas e validadas dentro do prazo.

A entrega do IRS em 2019, referente aos rendimentos de 2018, é feita entre 1 de abril e 30 de junho de 2019 (mais um mês do que em 2018), independentemente da categoria de rendimentos do contribuinte. A entrega do IRS tem de ser realizada em formato eletrónico, não sendo possível a entrega do IRS em papel.

Estágios na Comissão Europeia


Estão abertas as candidaturas para os estágios remunerados na Comissão Europeia. Os estagiários são recrutados pela Comissão Europeia e o trabalho que irão desenvolver enquadra-se em diferentes áreas: concorrência, recursos humanos e ambiente.
Os estágios, com duração de 5 meses, iniciam a 1 de março e têm como objetivo permitir aos beneficiários a aquisição de experiência prática na elaboração das políticas da União Europeia.
As inscrições encontram-se abertas até ao dia 4 de fevereiro. Para mais informações sobre os critérios de elegibilidade os interessados poderão aceder a ec.europa.eu/stages.

PT2020: candidaturas abertas aos projetos individuais de I&DT


O sistema de apoio “I&DT - Investigação e Desenvolvimento Tecnológico” tem como objetivo apoiar projetos que contribuam para o aumento do investimento de atividades de I&D - Investigação e Desenvolvimento, o reforço da sua competitividade, a inserção internacional e acelerar a difusão, transferência e utilização de tecnologias, conhecimentos e resultados de I&D no tecido empresarial.

Os projetos individuais realizados por uma empresa no âmbito deste incentivo devem conduzir à criação de novos produtos, processos ou sistemas ou à introdução de melhorias significativas em produtos, processos ou sistemas existentes.

No âmbito deste programa são elegíveis as despesas com: pessoal técnico dedicado a atividades de I&D; aquisição de patentes; matérias-primas, materiais consumíveis e componentes necessárias para a construção de instalações piloto ou experimentais; aquisição de instrumentos e equipamento e software científico e técnico; e, certificação do sistema de gestão da I&D+I.

Os incentivos a conceder revestem a forma de incentivo não reembolsável, para projetos com incentivo inferior ou igual a 1 milhão de euros.

O prazo para a submissão das candidaturas termina no dia 29 de março de 2019. Mais informações sobre este e outros programas de apoio em www.portugal2020.pt.

10 janeiro, 2019

Apoio à contratação de recursos humanos altamente qualificados


O NORTE 2020 lançou um incentivo direcionado paras as micro, pequenas e médias empresas que pretendam contratar recursos humanos altamente qualificados. O apoio consiste no financiamento de 50% dos custos salariais pelo período máximo de 36 meses. O financiamento a conceder prevê, ainda, limites para o salário base mensal dos recursos humanos a contratar, com um limite mínimo de 1.500 euros e limites máximos que dependem das habilitações das pessoas a contratar.

O incentivo pretende contribuir para elevar as competências das empresas em domínios como a Qualificação, Internacionalização e Investigação, devendo a empresa enquadrar na candidatura a contratação dos recursos humanos na estratégia de inovação da empresa. As candidaturas estão abertas em contínuo durante o ano de 2019, existindo, no entanto, 4 fases de análise. Toda a informação sobre este tema está disponível em www.norte2020.pt/concursos.

Trabalho suplementar objeto de retenção autónoma


Com a publicação do Orçamento de Estado para 2019, o governo criou uma nova forma de aplicar a retenção na fonte do IRS - Imposto sobre o Rendimento de Pessoas Singulares. O principal objetivo é evitar a subida de escalão e por consequência o pagamento de mais imposto, devido pela prestação de trabalho suplementar (horas extra ou trabalho em feriados ou dias de descanso). Estas remunerações extra são agora objeto de retenção autónoma tal como já acontecia com o subsídio de férias e de natal. Assim, quando for paga a remuneração relativa a trabalho suplementar, a taxa de retenção a aplicar é a aquela que corresponder ao salário base referente ao mês em que aquele é pago ou colocado à disposição.

Banco de Portugal: novos quadros da empresa e do setor


O Banco de Portugal disponibilizou no final de novembro do ano passado uma nova ferramenta online que permite às empresas analisarem graficamente os seus principais resultados económico-financeiros por via da comparação com os dados agregados do setor de atividade onde se enquadram e também tendo em consideração a classe de dimensão das empresas do setor. Os quadros da empresa e do setor são agora mais interativos e fáceis de consultar e apresentam os indicadores organizados por temas, permitindo uma análise a 5 anos, sob o ponto de vista da rendibilidade, do financiamento e da liquidez, entre outros. Esta nova ferramenta online pode ser utilizada e consultada de forma gratuita pelas empresas, mediante autenticação prévia em www.bportugal.pt.

Aumento do valor do IAS para 2019


O valor do IAS - Indexante de Apoios Sociais aumentou em 2019 para os 435,76 euros. Esta alteração representa um aumento de 1,6% face a 2018, em que o IAS se fixou nos 428,90 euros. O IAS, enquanto valor referência para todos os apoios sociais que são prestados pelo Estado, é fundamental para determinar: o valor de deduções no IRS - Imposto sobre o Rendimento de Pessoas Singulares; o montante a pagar em contribuições para a Segurança Social por parte dos trabalhadores independentes e a atribuição de bolsas de mérito e de apoio escolar; entre outros.

03 janeiro, 2019

EDIT VALUE® Group Card: condições especiais para colaboradores do grupo


A EDIT VALUE® Group lançou no passado mês de dezembro um cartão de benefícios para todos os seus colaboradores. Este cartão pretende solidificar a network atualmente existente e estreitar a relação estabelecida com os seus clientes e parceiros, disponibilizando condições especiais aos colaboradores da EDIT VALUE® no momento da compra de bens e/ou serviços.

São várias as entidades que já se associaram a este projeto. Neste momento há novos parceiros a ultimar a sua adesão a esta iniciativa, a qual pretende continuar a aumentar a rede protocolada.

O EDIT VALUE® Group Card é mais um projeto desenvolvido no âmbito da política de gestão de pessoas do grupo EDIT VALUE®, o qual em 2018 foi distinguido pelo segundo ano consecutivo como uma das 100 melhores empresas para trabalhar em Portugal (iniciativa anual da revista Exame, em parceria com a consultora Everis e a AESE Business School).

Mais informações sobre este cartão de benefícios em: www.editvalue.com/groupcard.

Nova data para envio do ficheiro SAF-T


A partir de fevereiro de 2019, a comunicação do SAF-T (ficheiro utilizado para o envio de informação sobre a faturação relativa a um determinado período) passa a ser feita até ao dia 15 de cada mês. Esta nova medida encurta assim o prazo de entrega em 5 dias, uma vez que desde 2017 que a data limite era o dia 20 de cada mês.

Segundo a Autoridade Tributária, esta alteração irá beneficiar o melhor cruzamento da informação e, para os contribuintes, vai permitir aceder aos dados do e-fatura mais cedo.